O Amendoim da Cutia (Kiarãsâ Yõ Sâty)
(2005)

O cotidiano da aldeia Panará na colheita do amendoim, apresentado por um jovem professor, uma mulher pajé e o chefe da aldeia.

Ficha Técnica:

Direcção e Fotografia: Paturi Panará e Komoi Panará
Edição: Leonardo Sette, Vincent Carelli
Produção: Vídeo nas Aldeias

Vídeo nas Aldeias

Criado em 1987, Vídeo nas Aldeias (VNA) é um projeto precursor na área de produção audiovisual indígena no Brasil. O objetivo do projeto foi, desde o início, apoiar as lutas dos povos indígenas para fortalecer suas identidades e seus patrimônios territoriais e culturais, por meio de recursos audiovisuais e de um produção compartilhada com os povos indígenas com os quais o VNA trabalha. O VNA surgiu dentro das atividades da ONG Centro de Trabalho Indigenista, como um experimento realizado por Vincent Carelli entre os índios Nambiquara. O ato de filmá-los e deixá-los assistir o material filmado, foi gerando uma mobilização coletiva. Diante do potencial que o instrumento apresentava, esta experiência foi sendo levada a outros grupos, e gerando uma série de vídeo sobre como cada povo incorporava o vídeo de uma maneira particular. Em 1997, foi realizada a primeira oficina de formação na aldeia Xavante de Sangradouro. O VNA foi distribuindo equipamentos de exibição e câmeras de vídeo para estas comunidades, e foi criando uma rede de distribuição dos vídeos que iam produzindo. Foi se desenvolvendo e gerando novas experiências, como promover o encontro na vida real dos povos que tinham se conhecido através do vídeo, “ficcionar” seus mitos, etc. O VNA foi se tornando cada vez mais um centro de produção de vídeos e uma escola de formação audiovisual para povos indígenas. Desde o “Programa de Índio” para televisão em 1995, até a atual Coleção Cineastas Indígenas, passando por todas as oficinas de filmagem e de edição do VNA, em parceria com ONGs e Associações Indígenas, o projeto coloca a produção audiovisual compartilhada ao centro das suas preocupações. Em 2000, o Vídeo nas Aldeias se constituiu como uma ONG independente. A trajetória do Vídeo nas Aldeias permitiu criar um importante acervo de imagens sobre os povos indígenas no Brasil e produzir uma coleção de mais de 70 filmes, a maioria deles premiados nacional e internacionalmente, transformando-se em uma referência nesta área.

Paturi Panará

Nascido em 1977, Paturi Panará ambém mora na aldeia Panará Nasepotiti, no município de Guarantã do Norte, no Mato Grosso. Companheiro de Komoi, trabalhou nas três oficinas de vídeo para os Panará. Ao acompanhar como ouvinte da mostra de 2004, Paturi se encantou com os aplausos e o glamour de cineasta, e se empenhou com entusiasmo na realização do seu próprio vídeo

Komoi Panará

Nascido em 1979, conhecido também como Kiampo-pri, mora na aldeia Panará Nasepotiti, no município de Guarantã do Norte, no Mato Grosso. Já participou de três oficinas do Vídeo nas Aldeias e exerce a função de tratorista da aldeia. Komoi é agora o coordenador da equipe de fiscalização da área Panará, para tentar conter a invasão e o roubo de madeira na reserva

Galeria de Imagens

1 Comentários

Regina Neves diz 22 de Julho de 2010:

Video nas Aldeias é uma das coisas mais importantes que conheci recentemente. Foi emocionante e instigador ver esse documentário. Obrigada

O seu comentário não aparecerá automaticamente, será moderado.

Informação

Visto 7558 vezes
Data: 1 de Julho de 2010
Duração: 51 minutos

Partilhar

Na web